Arquivo mensal: dezembro 2012

Para quem têm preguiça de ler textos grandes, algumas perguntas e respostas diretas!

– Por que começou na Inglaterra?
 A Inglaterra possuía grandes reservas de carvão mineral em seu subsolo, ou seja, a principal fonte de energia  para movimentar as máquinas e as locomotivas à vapor. Além da fonte de energia, os ingleses possuíam grandes reservas de minério de ferro, a principal matéria-prima utilizada neste período. A mão-de-obra disponível em abundância (desde a Lei dos Cercamentos de Terras ), também favoreceu a Inglaterra, pois havia uma massa de trabalhadores procurando emprego nas cidades inglesas do século XVIII. A burguesia inglesa tinha capital suficiente para financiar as fábricas, comprar matéria-prima e máquinas e contratar empregados.
 
– Como era o sistema de comercialização naquela época?
 
Era atra vez do artesanato ,ou seja,o produtor possuía os meios de produção:instalações,ferramentas e matéria prima.Em casa,sozinho ou com a família,o artesão realizada todos as etapas da produção.
 
– Qual foi o resultado da manufatura?
 
A manufatura resultou da ampliação do consumo, que levou o artesão a
aumentar a produção e o comerciante a dedicar-se à produção industrial.
O manufatureiro distribuía a matéria-prima e o arte­são trabalhava em casa,
 recebendo pagamento combinado. Esse comerciante passou a produzir.
Primeiro, contratou artesãos para dar acabamento aos tecidos; depois,
tingir; e tecer;e finalmente fiar. Surgiram fábricas, com assalariados,
sem controle sobre o produto de  seu trabalho. A produtividade aumentou
por causa da divisão social, isto é, cada trabalhador realizava uma etapa da produção.
– Qual foi a etapa que se consolidou a Revolução Industrial?
 
Na maquinofatura,o trabalho estava submetido ao regime de funcionamento
da máquina e a gerência direta do empresário.
 Quais foram os quatro elementos principais da Revolução?
Capital, recursos naturais, mercado e transformação agrária.
 
– Como eram as fábricas antigamente?
 
Eram precárias pois os ambientes tinham péssima iluminação, eram abafados e sujos. Os salários recebidos pelos trabalhadores eram muito baixos e chegava-se a empregar o trabalho infantil e feminino. Os empregados chegavam a trabalhar até 18 horas por dia e estavam sujeitos a castigos físicos dos patrões. Não havia direitos trabalhistas como, por exemplo, férias, décimo terceiro salário, auxílio doença, descanso semanal remunerado ou qualquer outro benefício.
Depois de um certo tempo,as pessoas resolveram reinvidar seus direitos e o que eles fizeram para que houvesse uma melhor condição de trabalho?
Os empregados das fábricas formaram as trade unions (espécie de sindicatos) com o objetivo de melhorar as condições de trabalho dos empregados. Houve também movimentos mais violentos como, por exemplo, o ludismo. Também conhecidos como “quebradores de máquinas”. O cartismo foi mais brando na forma de atuação, pois optou pela via política, conquistando diversos direitos políticos para os trabalhadores.
 
– E como teve “fim” a Revolução Industrial? Diga os lados positivos e negativos desse acontecimento.
  • Positivos
 
A Revolução tornou os métodos de produção mais eficientes;
Os produtos passaram a ser produzidos mais rapidamente, barateando o preço e estimulando o consumo.
 
  • Negativos
 
A poluição ambiental, o aumento da poluição sonora, o êxodo rural ;
O aumento de desempregados;
Crescimento desordenado das cidades também foram conseqüências nocivas
 para a sociedade.

Perguntas e respostas diretas!!!

Revolução Industrial   Fatores e Etapas, Consequências Sociais Econômicas revolucao industrial historia
Mudanças no espaço geográfico advindas da Indústria

A definição ou conceito do que foi a Revolução Industrial pode ser resumida na substituição da energia física (Humana) pela energia mecânica (das Máquinas). Porém, trata-se de um processo lento, gradativo e irreversível que gerou transformações econômicas, políticas e sociais além de ter sido um processo decisivo para o estabelecimento da sociedade capitalista. Ela iniciou-se na Inglaterra, que apresentava alguns fatores favoráveis que seguem abaixo:

Fatores do Pioneirismo Inglês

* Acumulação primitiva de capitais, desde do renascimento urbano e comercial do fim da Idade Média, por parte dos Burgueses.

* A forma de governo, o Parlamentarismo, influenciou pois o poder político estava nas mãos da Burguesia.

* Liberalismo Econômico – mão invisível e mercado livre.

* As colônias também foram importantes pois forneciam matérias-prima para a Industria Têxtil (algodão)

* Política dos Cercamentos no Campo (para produção de lã) que gerou matéria prima e mão de obra expulsa do campo para a cidade (êxodo rural).

* Supremacia Naval Inglesa.

* Jazidas de Ferro e Carvão (recursos naturais e energéticos)

Consequências das Transformações

a) Indústriais – maquinofatura, com a eliminação do trabalho artesanal (este não conseguia concorrer aos preços e produção das fábricas);

– surgimento da classe operária, chamada por Karl Marx de Proletariado (quem vende sua força de trabalho);

– separação entre capital e trabalho e consequentes conflitos entre patrão e proletário.

b) Sociais – urbanização (pelo êxodo Rural);

– más habitações (cortiços; falta de saneamento, saúde e higiene);

– Altas jornadas de trabalho, Baixa remuneração e condições Insalubres de trabalho;

– Desemprego, Exploração do trabalho da Mulher e Infantil;

– Doenças: como peste bubônica e varíola.

Revolução Industrial

A definição ou conceito do que foi a Revolução Industrial pode ser resumida na Substituição da energia Física (Humana) pela energia Mecânica (das Máquinas). Porém, trata-se de um processo lento, gradativo e irreversível que gerou transformações econômicas, políticas e sociais.

Este processo, iniciou-se na Inglaterra, que possuía fatores favoráveis à Revolução e foi um processo decisivo para o estabelecimento da sociedade capitalista.

Fatores do Pioneirismo Inglês

* Acumulação primitiva de capitais, desde do renascimento urbano e comercial do fim da Idade Média, por parte dos Burgueses.

* A forma de governo, o Parlamentarismo, influenciou pois o poder político estava nas mãos da Burguesia.

* Liberalismo Econômico – mão invisível e mercado livre.

* As colônias também foram importantes pois forneciam matérias-prima para a Industria Têxtil (algodão)

* Política dos Cercamentos no Campo (para produção de lã) que gerou matéria prima e mão de obra expulsa do campo para a cidade (êxodo rural).

* Supremacia Naval Inglesa.

* Jazidas de Ferro e Carvão (recursos naturais e energéticos)

Consequências das Transformações

a) Industriais – maquinofatura, com a eliminação do trabalho artesanal (este não conseguia concorrer aos preços e produção das fábricas);

– surgimento da classe operária, chamada por Karl Marx de Proletariado (quem vende sua força de trabalho);

– separação entre capital e trabalho e consequentes conflitos entre patrão e proletário.

b) Sociais – urbanização (pelo êxodo Rural);

– más habitações (cortiços; falta de saneamento, saúde e higiene);

– Altas jornadas de trabalho, Baixa remuneração e condições Insalubres de trabalho;

– Desemprego, Exploração do trabalho da Mulher e Infantil;

– Doenças: como peste bubônica e varíola.

A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Revolução industrial na Inglaterra, parte I, II e III(final)

Três vídeos antigos, porém extremamente interativos e informativos. Bom proveito!!!